Sistema de cultivo hidropônico semi-profissional com Slabs de lã de rocha ou coco

Como criar um sistema de cultivo hidropônico semi-profissional para cultivo caseiro em Slabs de lã de rocha ou coco.

Hoje em dia existem muitos tipos de cultivos no mundo tudo, mas neste caso nós centraremos nos sistemas de cultivo hidropônicos, especialmente nos sistemas compostos por Slabs de lã de rocha ou coco.

O primeiro que devemos ter em conta nos cultivos hidropônicos é que nossas plantas viverão num substrato inerte como o substrato de fibra de coco, a lã de rocha, argila expandida, vermiculita, etc. Também existem sistemas conhecidos como o NFT ou aeropônicos que consistem em pulverizar as raízes com uma película fina de solução nutritiva onde as plantas estão penduradas no vazio. Isto significa que em cada irrigação deve aportar se a quantidade de adubo que seja necessária para cada estádio da vida das plantas.

A continuação, nós centraremos em como construir um sistema hidropônico com Slabs de lã de rocha ou coco usando os librabak para uma área de cultivo de 1m2.

Todos os materiais necessários para fazer a montagem e que se deve ter em conta são os seguintes:

  1. Suportes para levantar o sistema (mesa, estrutura metálica, madeira ou PVC, etc.)
  2. 4 Slabs de lã de rocha da Cultilene.
  3. De 25 blocos (Start Blocks) de lã de rocha de 7,5 cm de diâmetro.
  4. De 15 blocos (Start Blocks) de lã de rocha de 10 cm de diâmetro.
  5. 4 Librabaks de 1m x 0,15 m
  6. Fita americana.

O sistema de irrigação estará composto por:

  1. Tanque ou reservatório de 90-100L (1m x 0,60 x 0,40 medidas aproximadas).
  2. Bomba de água de 1200L/h com redução de caudal incorporada.
  3. Bomba de ar.
  4. Tubo de irrigação de 15 mm (uns 4m)
  5. Microtubo de irrigação de 5-6 mm (uns 2m)
  6. 1 Conexão de mangueira em T para tubo de 15 mm
  7. 2 Conexão de mangueira em Cotovelo para tubo de 15 mm
  8. 15 ou 25 uniões de linha de tubo (Depende da eleição de Start Blocks, ou seja, do numero de plantas)
  9. 15 ou 25 gotejadores em forma de espeto (Depende da eleição de Start Blocks, ou seja, do numero de plantas).
  10. 2 Tampas para final do sistema de irrigação (final dos tubos).
  11. Temporizador (para a bomba de água).
  12. Bridas de nylon.

 

 

gallery_12749_6237_989126

 

Hidroponia Semi-profissional

O primeiro que devemos de fazer antes de começar a construir o sistema é limpar e desinfetar a área que vamos há utilizar para o cultivo, já seja uma estufa, habitação, varanda, quintal ou qualquer outro recinto acondicionado para o cultivo. Alem de limpar vem tudo o material que for ser usado na construção do sistema como os: librabaks, tubulação, reservatório, etc…

Uma vez já tenhamos desinfetada a área de cultivo, colocaremos os librabak com os suportes de PVC ou similar ocupando um espaço de 1m2.

Dica: Pode usar também uma mesa de 40-60 cm de altura e colocar encima desta os librabak.

A continuação passaremos à montagem do sistema de irrigação para 4 Slabs com 5 estacas por Slab ,caso usemos os Start Blocks de 7,5 cm ou 3 estacas por Slab se fôramos usar os Start Blocks  de 10 cm da Cultilene.

Caso queira cultivar sementes faríamos 2 plantas por Slabs, ou seja, 8 plantas para tudo o sistema.

Pegaremos o tubo de 15 mm e contamos 3 troços de 1m de longitude. O primeiro dos tubos de 1m o utilizaremos de ramal principal de onde sairá os dois secundários. Depois, cortaremos o ramal principal em três troços; o primeiro de 20cm, o segundo de 40cm e o terceiro de 20 cm. No corte do meio colocaremos uma conexão tipo T e afinal nos outros dois botaremos duas conexões de cotovelo ajustando ao máximo cada interseção do tubo com as bridas para evitar baseamentos. Agora que já temos o ramal principal pronto para colocar os dois tubos de 15 mm restantes de 1m de comprimento cada um. Uma vez colocados os dois ramais secundários lhes colocaremos as duas tampas do final e assim ficara já pronto o circuito fechado.

Uma vez tenhamos o circuito fechado passaremos à montagem dos microtubos de irrigação os quais irão diretamente conectados nos dois tubos de 15 mm que fazem parte dos canos secundários de 15 mm. Então, faremos um pequeno buraco no tubo com um furador de maneira que podamos conectar os microtubos um pouco a pressão tendo em conta que quando liguemos o sistema de irrigação os microtubos no saiam de seu lugar pela pressão da bomba.

No primeiro ramal secundário faremos 12 buracos para colocar 12 microtubos, no segundo ramal secundário faremos 13 mais para 13 microtubos.

Aos microtubos lhe colocaremos um gotejador de espeto de 2 a 4l/h de esta forma poderemos controlar facilmente os litros/hora de irrigação que queríamos dar a nossas plantas. Finalmente, conectamos um extremo da mangueira ao ramal principal e outro extremo conectado á bomba de água que esta colocada dentro do reservatório de 90-100L.. Colocaremos a bomba de ar fora do reservatório e introduziremos dentro deste um cano de silicone ou similar que fornecera oxigeno á solução nutritiva em forma de pequenas bolhas.

Tem que lembrar que nos circuitos hidropônicos fechados a solução nutritiva fica pobre em oxigeno pelo que é importante fornecer este, com uma bomba de ar solucionaremos dito problema.

 

tch-1m2 (1)

 

O sistema de irrigação automático já esta pronto pelo que já só faltaria orientar os librabaks para recuperar o excesso de solução nutritiva de cada irrigação. Temos que orientar estes da seguinte forma, num dos extremos dos vasos hidropônicos retangulares (Librabaks) estes contam com dois buracos e uns canos para recircular o excesso de solução nutritiva. Estes canos tem que ficar justo encima do reservatório para que o excesso de solução nutritiva volte ao reservatório. Poderemos colocar uma mangueira no final dos canos de deságue dos librabak para que estes cheguem diretamente ao reservatório e não fique pingando que às vezes pode ocasionar barulho ou ate baseamento da solução nutritiva.

Já por ultimo colocaremos os Slabs dentro dos librabaks, antes de colocar estes realizaremos um corte no plástico que envolve estes justos no lateral que fica no lado dos canos de deságue. Uma vez colocados os Slabs dentro dos librabaks e ter cortado o lateral que fica nos canos de deságue colocaremos os blocos de 7,5 cm ou 10 cm encima dos slabs deixando o mesmo espaço de bloco a bloco. Uma vez colocados estes uniformemente marcaremos o perímetro de cada um com uma caneta e seguidamente retiraremos os blocos para efetuar os cortes em forma de X em cada espaço que marcamos onde irão os blocos, ao realizar os cortes em forma de X não temos que quebrar o plástico do Slab, simplesmente colocaremos os blocos nos lugares já cortados. Uma vez colocados estes encima dos Slabs colocaremos fita americana em cada um para que fiquem mais presos. Uma vez o sistema esteja 100% pronto colocaremos cada gotejador de espeto sobre cada bloco.

Já só temos que encher o tanque com a solução nutritiva controlar o ph e a EC e deixar umas horas todo o sistema ligado para verificar que todos os gotejadores funcionam bem, que não existe nenhum ponto do sistema de irrigação onde tenhamos perdidas ou baseamento.

Tem que lembrar que antes de colocar os Slabs e os Blocos (Start Blocks) de 7,5 ou 10 cm estes tem que estar estabilizados a um ph de 5.5.  (Conferir no artigo Cultivando em lã de rocha).

Alex Balduzzi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.